coleprecor

Início » Não indexados » CSJT instituirá Política Nacional de Investimentos em TI

CSJT instituirá Política Nacional de Investimentos em TI

Anúncios

Presidente do TST (ao centro) participou da abertura da 4ª Reunião Ordinária do Coleprecor

O Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) instituirá em breve uma Política Nacional de Investimentos em Tecnologia da Informação. A medida vai regulamentar a distribuição de recursos de informática aos tribunais – possibilitando aos regionais melhor planejamento dos investimentos nesta área. A notícia foi dada nessa segunda-feira (20/6) pelo presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro João Oreste Dalazen, na abertura da 4ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes e Corregedores dos TRTs (Coleprecor), na sede do TST, em Brasília.

O ministro também comunicou ao Coleprecor que o projeto nacional do processo judicial eletrônico na fase de conhecimento está evoluindo muito bem, seguindo à risca o cronograma. A previsão é de que o sistema seja concluído até 5 de dezembro, para dar início a um projeto piloto. Dalazen destacou e agradeceu a cooperação dos tribunais, que designaram servidores para atuarem no desenvolvimento do projeto. O ministro lançou mais um desafio: elaborar um plano de implantação do PJe, a fim de administrar os desdobramentos e os impactos da implementação do sistema. Um dos principais focos do plano deverá ser a capacitação de magistrados e servidores, além de formas de reaproveitamento de funcionários que executam atividades que possivelmente deixarão de existir com a chegada do processo eletrônico.

O presidente do TST ainda informou a intenção do CSJT de já desenvolver, em paralelo à fase de conhecimento, os módulos do segundo grau e da fase de execução, com o apoio dos TRTs da 12ª e 23ª Regiões, respectivamente.

Acidentes de trabalho

Outro assunto abordado por Dalazen foi o Programa Nacional de Prevenção a Acidentes de Trabalho, lançado em meio às comemorações dos 70 anos da Justiça Trabalhista. De acordo com o ministro, cresce cada vez mais o número de instituições e entidades que aderem ao programa. Um Comitê Interinstitucional foi formado recentemente com a finalidade de encaminhar medidas práticas, para operacionalizar o programa e conferir-lhe eficácia. A iniciativa ainda terá dois gestores por região, que serão designados pelos tribunais e incumbidos de elaborar planos de ação. O presidente do TST também informou a realização, no segundo semestre, de um seminário sobre a problemática dos acidentes de trabalho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: